Programa Avançar do governo Federal

O Programa Avançar do governo Federal tem como objetivo aumentar investimento público. Através do projeto a ideia é dar início as obras que foram pausadas devido à crise econômica.

O que é Programa Avançar do governo Federal 

O Programa Avançar do governo Federal foi apresentado pelo Ministério do Planejamento. Ele foi elaborado nos primeiros meses de 2017, porém, foi adiado diversas vezes pela falta de recurso.

A ideia principal do Programa Avançar é finalizar as 7.439 obras que estão paralisadas. Inicialmente o investimento previsto é de R$ 130,9 bilhões, ainda as entregas devem ocorrer somente em 2018.

Programa Avançar - Governo Federal

Programa Avançar – Governo Federal

A ideia é que o programa conclua obras de saneamento, creches, unidades básicas de saúde, recuperação de pistas de aeroportos e duplicação de rodovias, entre outras iniciativas. 

Ainda o Avançar promoverá 511 quilômetros de duplicação de estradas. Ainda está nos planos 52 mil quilômetros de recuperação e manutenção e 970 quilômetros de novos trechos.

No total são 43 empreendimentos distribuídos em 36 aeroportos, sendo 9 em capitais e 27 em aeroportos regionais.

Todas estas ações do Programa Avançar do governo Federal pretende beneficiar os brasileiros. Ainda está nos planos abranger obras sociais. Com isto vão ser mil novas contratações de unidades habitacionais.

Entram também no projeto qualidade de vida dos brasileiros, com construção de adutoras e canais. O programa também vai contemplar:

  • Centros de Artes e Esportes Unificados (CEU); 
  • Centros de Iniciação ao Esporte;
  • Creches; 
  • Recuperação de cidades históricas.
  • Unidades Básicas de Saúde; 
  • Unidades de Pronto Atendimento (UPA); 

Como funciona o Programa Avançar do governo Federal

O Programa Avançar do governo Federal possui três frentes, são elas:

  • Avançar;
  • Avançar Cidades;
  • Avançar Energia.

Abaixo conheça um pouco de cada uma.

  • Avançar política social, infraestrutura e defesa com 6.233 projetos.
  • Avançar cidades habitação, mobilidade e saneamento com 1.109 projetos.
  • Avançar energia minas e energia com 97 projetos.

O Orçamento Federal é de R$ 42,1 bilhões, da BNDES e Caixa com R$ 29,9 bilhões e a Petrobras e outras estatais no valor de R$ 58 bilhões.

No geral a ideia do Programa Avançar do governo Federal é investir R$ 130 bilhões em projetos de habitação, infraestrutura e energia. Deste modo, ele reúne as obras em andamento e que estão paradas. O principal objetivo é finalizar mais de sete mil projetos até o fim de 2018.

Características do Programa Avançar do governo Federal 

Abaixo segue um quadro com a principal divisão do Programa Avançar do governo Federal. Veja suas principais áreas, os recursos investidos e a quantidade total de projetos.

 

Linhas Recursos Número de projetos Áreas
Avançar R$ 42,15 bilhões 6.233 Obras de infraestrutura, educação, cultura, esportes e saúde.
Avançar Cidades R$ 29,91 bilhões  1.109 Obras de acessibilidade, mobilidade urbana, transportes e habitação (principalmente Minha Casa Minha Vida).
Avançar Energia R$ 58,91 bilhões 97 Obras do setor energético, como investimentos em campos de pré-sal.

Com isto o projeto tem o intuito de abranger desde quadras esportivas e creches a trechos de rodovias e hidrovias.  Deste modo, o Programa Avançar vai retomar os investimentos públicos e trazer equilibro fiscal para o país. 

Programa Sua Nota Vale 1 Milhão

O programa “Sua Nota Vale 1 Milhão” veio para substituir o antigo sorteio do programa Nota Fiscal Paulistana.

Somente participarão dos sorteios as pessoas físicas que tenham aderido ao Regulamento. Quem já se cadastrou no antigo programa da Nota Fiscal Paulistana e aderiu ao respectivo sorteio, não precisa de um novo cadastro, sendo que concorrerá automaticamente ao sorteio do prêmio. 

O programa serve de estímulo aos cidadãos para que solicitem o documento fiscal (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica –  NFS-e), quando contratarem qualquer serviço na cidade de São Paulo. 

Nota do Milhão

Nota do Milhão

Além de premiar, o programa também traz uma redução de custos de impressão e de armazenagem de documentos fiscais, pois a NFS-e é um documento emitido e armazenado eletronicamente em um sistema próprio da Prefeitura de São Paulo.

Para participar:

Para quem não possui o cadastro, é necessário acessar o site Http://notadomilhao.prefeitura.sp.gov.br/ e clicar em “Acesso ao Sistema”. Na página que vai abrir em seguida, você precisa digitar seu CPF e clicar em “Não possui senha? Informe seu CPF/CNPJ e Clique aqui”. Siga o passo a passo para fazer o cadastro. Depois de seguir os passos, escolha aderir ao sorteio do Programa Sua Nota Vale 1 Milhão. 

Após cadastro no programa, deve lembrar de a cada compra informar seu CPF e pedir sempre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica – NFS-e quando utilizar qualquer serviço nos estabelecimentos na Cidade de São Paulo, como estacionamentos, academias, escolas particulares, lavanderias, creches, colégios, faculdades, cursos de idiomas, construtoras, conserto de eletrodomésticos, cabeleireiros, mercados, entre outros. A cidade de São Paulo tem mais de 700 mil prestadores de serviço e você pode conferir a lista completa de estabelecimentos no site clicando em “Lista de Prestadores”.
Ao solicitar o CPF na nota, um bilhete será gerado automaticamente para cada NFS-e emitida, independentemente do valor do serviço tomado, com um limite de 100 (cem) bilhetes por CPF. O sorteio de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) acontecerá no 5º dia útil de cada mês, com as notas emitidas até o dia 25 do mês anterior. Notas emitidas depois do dia 25 entrarão no sorteio seguinte. 

Conferindo o resultado do sorteio

Acesse o site e entre “Acesso ao Sistema”com os seus dados de cadastro (CPF e senha) e confira os números dos bilhetes gerados a partir das Notas Fiscais de Serviços Eletrônicas (NFS-e) emitidas. 

Os prêmios do sorteio poderão ser utilizados para abater o IPTU dos anos seguintes e também poderão ser depositados na conta-corrente ou conta-poupança do premiado. 

Mas atenção: o crédito relativo ao valor do prêmio será disponibilizado ao participante contemplado, podendo ser cancelado se não for utilizado no prazo de 6 (seis) meses, contado da data da disponibilização do crédito ao participante contemplado; ou bloqueada a sua utilização caso o participante contemplado esteja inscrito no Cadastro Informativo Municipal – CADIN, até que seja regularizada sua situação perante a Prefeitura do Município de São Paulo.